Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Informações relativas a atividade de estágio do Curso de Engenharia de Controle e Automação

links

Informações para professores, alunos e supervisores

 

 

01. OBJETIVO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO

            O Estágio Supervisionado tem por objetivo a complementação do ensino ministrado na Universidade, constituindo-se num instrumento de aperfeiçoamento técnico-científico, de treinamento prático, de relacionamento humano e de integração a equipes de trabalho profissional.

            No estágio supervisionado o aluno é colocado diante da realidade profissional, obtendo uma visão ampla das estruturas empresariais privadas ou públicas, nas quais se integrará após a formatura. Além disto, cria-se um vínculo importante entre a Universidade e Empresa, possibilitando a atualização de ambos os lados.

            Como tal o Estágio Supervisionado deve proporcionar ao aluno: - oportunidade para aplicar os conhecimentos adquiridos na Universidade e adquirir alguma vivência profissional na respectiva área de atividade, tanto no aspecto técnico como no de relacionamento humano; - oportunidade de avaliar suas próprias habilidades diante de situações da vida prática e melhor definir, desta forma, suas preferências profissionais.

Recomenda-se, que além do Estágio Supervisionado, o aluno faça outros estágios, a partir do sexto semestre do curso.

02. FINALIDADES DOS ESTÁGIOS

            O Estágio Supervisionado, além de complementar a formação curricular, assegura ao aluno uma experiência e formação profissional com a abrangência nos seguintes aspectos:

Desperta a vocação profissional

            Estágios realizados em diferentes áreas de conhecimento possibilitam uma visão global das diversas atividades profissionais desenvolvidas pelo engenheiro, contribuindo para que o aluno venha a identificar-se com atividades que mais se coadunam com sua vocação profissional.

Conhecimento dos diferentes tipos de empresa

            Estágios realizados em mais de um tipo de empresas, a saber: órgãos públicos, companhias de economia mista, empresas de iniciativa privada, escritório de consultoria, etc., asseguram ao aluno o conhecimento das potencialidades de seu futuro mercado de trabalho.

Relações humanas

No estágio o aluno é colocado em contato com diversas pessoas, de diferentes níveis sociais, culturais, de formação profissional, hierárquico, etc. O aluno entra em contato com os operários, com técnicos, com pessoal de nível superior, com os dirigentes da empresa e com outros profissionais. Esse contexto deve propiciar diversificada experiência no campo do relacionamento humano.  

Relação aula-estágio

            Se o aluno está cursando, ou já cursou determinada disciplina e realiza estágio relacionado ao assunto, por certo seu interesse nas aulas poderá ser maior. O aluno pode utilizar no estágio os conhecimentos adquiridos na Universidade ou então trazer para esta as dúvidas para serem analisadas e resolvidas em aula.

Habilitação para a futura carreira profissional

            Um bom histórico escolar adicionado a Estágios serve para habilitar o aluno na obtenção de emprego em sua futura carreira profissional.

Pelas razões expostas, recomenda-se  aos alunos a realização de  estágios a partir do sexto semestre de curso, momento em que começam a alcançar maturidade técnico-científica. Estágios fora de tempo adequado, podem contribuir negativamente no desempenho acadêmico.

03. DA HABILITAÇÃO, MATRÍCULA NO ESTÁGIO

A disciplina ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM ENGENHARIA DE CONTROLE E AUTOMAÇÃO é obrigatória para todos os alunos do curso de Engenharia de Controle e Automação. O aluno se habilita a esta disciplina após a obtenção de 180 créditos, integralizados no currículo do curso. O horário corresponde às disciplinas do semestre, conforme o comprovante de matrícula deve ser compatível com o horário previsto para a realização do estágio.

A obtenção do estágio é de iniciativa do aluno. Para isto, ele deve recorrer a contatos diretos com empresas ou conseguir o estágio através de anúncios, de informações de colegas, do Departamento de Engenharia Mecânica ou da Pró-Reitoria de Assistência à Comunidade Universitária. O Departamento de Engenharia Mecânica através de contatos com empresas, e entidades de classe, procura colocar à disposição dos alunos oportunidades de estágio.

É vetada a realização do Estágio Supervisionado em qualquer laboratório da universidade, ou outra instituição de ensino.

Uma vez oficializado o estágio entre empresa e universidade, através de Termo de Compromisso ou Contrato de Estágio, devidamente assinado pelo órgão credenciado do DECORDI, a Divisão de Estágios e Monitoria Acadêmica (DEMA) o aluno poderá inscrever-se na atividade. O processo é aberto dirigindo-se ao professor Coordenador de Estágio, para autorizar a inscrição via processo. 

Para a matrícula o aluno deve ter o aceite de um professor do DEMEC ou DELET como Tutor de Estágio, responsável pelo acompanhamento e avaliação das atividades de estágio.

Por parte da empresa o aluno deve ainda definir o nome do Supervisor do Estágio, indicado pela empresa, que deve ser obrigatoriamente um engenheiro e preferencialmente mecânico, elétrico ou de controle e automação.

Para encaminhamento da matricula o aluno deve comparecer a coordenação munido dos documentos:

            Com a documentação preenchida e assinada pelo coordenador da disciplina a aluno deve dirigir-se ao Protocolo Geral, para solicitar sua matrícula via processo.

            O Tutor deverá manter estreito contato com o aluno ao longo do Estágio e se possível também com o Supervisor. Ao Tutor caberá emitir uma nota avaliando o estágio e o relatório apresentado a cada período de renovação ou finalização das atividades mesmo.

A duração do Estágio Supervisionado é de, no mínimo, 200 horas integralizadas num período mínimo de dois meses.

O Estágio, para fins da integralização de Estágio Supervisionado em Engenharia de Controle e Automação, só terá início a partir da data efetiva da autorização do coordenador de Estágio do curso, independentemente do fato do aluno já ter estagiado ou estar estagiando na empresa. O mesmo se aplica no caso de vínculo empregatício; vale como estágio em empresa, na qual o aluno estiver empregado, comprovadamente exercendo atividades de Engenharia. A realização de estágios antes e após o Estágio Supervisionado, não terá vínculo algum com esta disciplina.

04. RELATÓRIO DE ESTÁGIO

O relatório de estágio é elaborado pelo aluno, devendo ser rubricado pelo Supervisor e entregue ao Tutor devidamente encadernado. O relatório deve ser apresentado de forma didática, sem erros ortográficos, estruturado em três partes:

A primeira parte deve incluir: dados sobre a empresa: razão social, localização, atividades, área construída, pessoal empregado (operários, técnicos, engenheiros, etc.), tecnologia (própria e/ou importada) e organização administrativa (organograma).

            Na segunda parte, o aluno deve relatar as atividades desenvolvidas no Estágio. Não deve restringir-se apenas a uma simples enumeração destas atividades, mas sim detalhá-las, apresentando pelo menos um trabalho desenvolvido, em todos os detalhes, onde demonstre a aplicação de conhecimentos adquiridos em alguma disciplina. Podem-se anexar fotos, tabelas, planilhas, etc.

A terceira parte deve constar de uma apreciação sobre o Estágio, como realimentação para a Universidade, visando melhoria de ensino e possibilitando uma avaliação da Empresa para futuros estágios. O aluno deve emitir nesta terceira parte do Relatório sua opinião sobre: assistência do Tutor, assistência do Supervisor, conhecimentos adquiridos no curso em relação às exigências do Estágio ou que deveria ter sido transmitido ao aluno de outra forma, participação da Empresa (o que faltou ou o que pode ser melhorado) e aproveitamento.

(baixe aqui o modelo de relatório de estágio)

05 - AVALIAÇÃO DO ALUNO

            O conceito será emitido, conforme os critérios:

  •  A - aprovação com aproveitamento excelente.
  •  B - aprovação com aproveitamento médio superior.
  •  C - aprovação com aproveitamento médio.
  •  D- reprovação com aproveitamento insuficiente (sem recuperação).
  •  FF - reprovação por não ter completado às 200 horas ou por não entregar o relatório até o final do semestre seguinte ao da inscrição.

O conceito será obtido através da "Planilha de Conceito" onde são lançadas as avaliações do Supervisor, do Tutor e do professor Coordenador de Estágio.

No final do estágio, o aluno deverá entregar ao Tutor:

  • - Carta oficial (papel timbrado do setor competente) da empresa, informando que o aluno realizou o Estágio, onde deve constar a carga horária e duração do estágio com as datas de início e conclusão do mesmo, conforme consta no "Formulário de Pedido de Matrícula".
  • - Relatório de Estágio.
  • - Avaliação do Supervisor, em formulário preenchido pelo mesmo, onde manifeste o seu conceito sobre o aluno, devidamente assinado.

 

LEI QUE DISPÕE SOBRE ESTÁGIO DE ESTUDANTES

LEI Nº 11.788, DE  25 DE SETEMBRO DE 2008